Seguidores da Pimentinha Brasileira:

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Seis dicas para transar sem neuras


1. Envolva-se verdadeiramente
Preocupar-se com a sua atuação sexual é saudável, mas cuidado para não virar uma escrava da performance. ''O desempenho não pode ficar maior que o sexo como expressão afetiva'', avisa a psicoterapeuta Rosa Avello.

2. Mantenha o foco em você
Esqueça a colega que tem orgasmos infinitos ou a vizinha que faz striptease como ninguém. Para relaxar, e gozar, a primeira providência é não se comparar. ''A saída é cada um se preocupar com sua própria forma de ser feliz e de ter prazer. E não ligar para a opinião alheia'', completa a antropóloga Mirian Goldenberg.



3. Seja verdadeira
Você pode até fingir orgasmo de vez em quando, mas não faça isso sempre. Se não consegue gozar, existe algum problema que precisa ser resolvido - ocultá-lo é a pior das decisões. Converse com o seu parceiro!

4. Aceite suas preferências
Se você, por exemplo, só consegue alcançar o orgasmo com estimulação clitoriana, não force a barra para obtê-lo com penetração. Ok, tudo bem consentir que haja penetração como parte do jogo sexual, mas avise ao parceiro que, para que você chegue lá, ele precisa friccionar aquela partezinha...


5. Converse com o seu amor
Uma boa comunicação ajuda a resolver (quase) todas as questões. Compartilhar as dificuldades sexuais torna tudo mais fácil e autêntico.

6. Respeite
Se você não é daquelas ''modernetes'', tudo bem. Não adianta sair por fazendo coisas que não condizem com sua personalidade - como, por exemplo, beijar outra garota só porque sua amiga faz. ''Se tem curiosidade, ok. Se não, você está se violentando. Obviamente a experiência não vai ser nada legal'', conclui a terapeuta Ana Canosa.



Nunca teve um orgasmo? Você pode estar errada

Cena típica nos consultórios das sexólogas: uma mulher, geralmente no início da vida sexual, reclama que nunca teve orgasmo. Conversa vai, conversa vem, e a médica descobre que ela já chegou lá, sim. Ao receber a notícia, a moça diz frustrada: ''Sério? É só isso? Essa coisinha rápida?''.

A psicóloga e terapeuta sexual Ana Canosa afirma que relatos como esse são bem mais comuns do que a gente imagina. Isso porque a mídia e a sociedade pintam o ato sexual como algo tão fantástico que as jovens ficam na dúvida sobre suas próprias sensações. Ela explica ainda que muitas delas, para não se sentirem fora dos padrões atuais da transa, exageram na hora de contar aos outros sobre seu desempenho como se apostassem uma corrida.

A dica é: esqueça as competições com as amigas ou aquela noção de que o orgasmo é um prêmio a ser alcançado. É muito melhor curtir um bom momento com seu amor e deixar tudo acontecer naturalmente!

_________________
Daqui:
Mdemulher

5 comentários:

Juci Barros disse...

Ótimas dicas.

Beijos.

Anne Lieri disse...

Soninha,tambem concordo com esse texto!Temos que ser verdadeiras em tudo,especialmente na hora do ato sexual.Querer ser como as atrizes de cinema,não tá com nada!Bjs,

Sonhadora disse...

Minha querida

Boas dicas para viver o amor em plenitude.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Miguel Eibel disse...

Para nós homens tudo isso é bem mais discomplicado ou não como diria Caetano!

http://migueleibel.blogspot.com

Miguel Eibel disse...

Para nós homens tudo isso é bem mais discomplicado ou não como diria Caetano!

http://migueleibel.blogspot.com

Evite as drogas!

Evite as drogas!
Não fume!!!

Ajude a divulgar: os animais agradecem!

create your own banner at mybannermaker.com!

Clique na imagem e...

Conheça meu blog divulgador!