Seguidores da Pimentinha Brasileira:

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Piso do Magistério não é respeitado em vários estados do Brasil!


Consagrada há mais de três anos, a lei nacional do piso do magistério não é desempenhada ao menos 17 das 27 Estados da Federação, segundo reportagem de Luiza Bandeira e Fábio Takahashi. A legislação brasileira presume mínimo de R$ 1.187 a professores do ensino fundamental, por 40 horas semanais, excluindo as bonificações.

A norma também garante que os educadores passem ao menos 33% desse período fora das aulas para poderem acolher aos alunos e preparar aulas. A lei tem em vista melhorar as qualidades de trabalho dos professores e deixar os jovens mais preparados para o magistério.

Um levantamento mostra que a jornada extra-classe é a questão mais desobedecida pela norma: 15 Estados a desobedecem, até mesmo São Paulo, onde cerca de 17% da carga é fora da sala de aula. Entre esses 15, quatro (Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pará e Bahia) também não pagam o mínimo salarial.

Segundo o Ministério da Educação, a norma deve ser consagrada imedidatamente, porém não poderá obrigar os Estados e as cidades a isso.

A maioria dos Estados que desobedecem a norma afirmou que vai se ajustar à regra.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação aconselhou suas associações que ingressem na Justiça.

DAQUI:
Mundo das Tribos


Com a palavra, a Pimentinha Brasileira:

O governador do RS, Tarso Genro, é do PT, partido do Lula que instituiu o piso e partido da Dilma, presidenta!
Que vergonha, governador! O senhor não cumpre leis???

2 comentários:

marciagrega disse...

Acontece que eles, do PT estão acima das leis minha querida!
Beijão

Anne Lieri disse...

Soninha,deveria se chamar piso NO magistério....rsss...excelente artigo denuncia!Bjs,

Evite as drogas!

Evite as drogas!
Não fume!!!

Ajude a divulgar: os animais agradecem!

create your own banner at mybannermaker.com!

Clique na imagem e...

Conheça meu blog divulgador!